Arquivo da tag: som de sexta

Som de sexta: o que você quer saber de verdade

Há dias que estou “ensimesmada”, refletindo sobre mim e meus sentimentos. Faz parte da vida, né minha gente? Por isso pode ser que minha escolha hoje não agrade vocês. Mas todas as músicas que posto aqui antes de virem para a página povoaram meus pensamentos e, essa semana, é o som que está tocando na minha cabeça: O que você quer saber de verdade, de Arnaldo Antunes.

Poeta.

Poeta.

Na canção ele diz para ir, sem direção, ser livre. É o que estou tentando fazer da minha vida. Mas chega de falar de mim. Quero saber: alguém aí já passou para uma fase mais reflexiva? Como foi para vocês? Me contem, vou adorar ver outras experiências. Ótimo fim de semana!

Deixe um comentário

Arquivado em Som de sexta

Som de sexta: Eduardo e Mônica

Então né genteeee, tudo bem?

O dia dos namorados está chegando, mas como esta que vos escreve continua solteira, trouxe uma das melhoras músicas de amor que conheço para compartilhar com vocês; Eduardo e Mônica do Legião Urbana. Lançada em 1986, no CD Dois, diz a lenda que foi composta para homenagear um casal de amigos do mestre Renato Russo.

Eduardo-e-Monica

Gosto dessa música por se tratar de um amor real. Essa história poderia ser minha, por exemplo. Um casal que tem suas diferenças, que passa por perrengues, que tem afinidades, que se completam “que nem feijão com arroz”. Não gosto muito dessas músicas melosas que cantam apenas “meu amor eu te amo”. É chato né? Então, com vocês, Eduardo e Mônica.

Bom fim de semana!

Deixe um comentário

Arquivado em Som de sexta

Som de sexta: Karina Buhr

Tenho uma manina feia. Todos os dias, assim que acordo, ligo a televisão. E hoje, como nos outros dias, foi o que fiz. Bela surpresa ouvir essa canção doce de Karina Buhr ao acordar.

Eis que surge... Ela!

Eis que surge… Ela!

A música se chama Amor Brando e está no CD “Longe de Onde”, segunda da cantora baiana que cresceu em Recife. Achei a letra meiga e realista, pede para o amor se aproximar, “mas não tanto”. E o clipe? Inteligente, parece um desses curtas que a gente vê por aí.

Estou muito romântica por esses dias, né? #comofaz?

😎

Deixe um comentário

Arquivado em Som de sexta

Som de sexta: Graveola e o Lixo Polifônico

Com nome inusitado e canções mais inusitadas ainda, a banda mineira Graveola e o Lixo Polifônico conquistou meu coração sem o menor esforço. Além de toda a originalidade de que falei, os caras ainda são mestres em fazer uma identidade visual só deles. Vejo isso só de olhar o site do pessoal.

Eis a nossa banda alternativa.

Eis a nossa banda alternativa.

 

Para comemorar essa linda sexta feira, separei para nós ouvirmos a Desencontro, que de tão bacana foi gravada em dois CD´s da banda, “Um e meio” (2010) e “Eu preciso de um liquidificador” (2011). Ah, e se você quiser ouvir todo o disco, pode baixar todos de graça. Bacana, né?

Quando escutei a canção pela primeira vez, tive a impressão de que se tratava de um ex namorado aconselhando sua ex namorada a seguir em frente. Sem ele.

Num primeiro momento, pensei: nossa, que cafajeste! Mas aí, repairei que se todos os caras fizessem isso, o mundo com certeza seria um lugar mais feliz para meninas sonhadoras e românticas, como eu. Porque o rapaz da canção me pareceu doce e sincero, querendo mesmo que a moça seja feliz. Escutem e depois digam o que acharam.

Um beijo para vocês!

Deixe um comentário

Arquivado em Som de sexta

Som de sexta: Mallu Magalhães

A música de hoje é Velha e Louca, de Mallu Magalhães. Um sonzinho para as meninas que têm vontade de chutar o pau da barraca, sem medo de ser feliz, com muito estilo e graça. A canção está no CD Pitanga, lançado em 2011.

"eu nunca sei da hora/ eu nunca sei de nada"

“eu nunca sei da hora/ eu nunca sei de nada”

Acho que estou com essa música na cabeça porque vivo uma época de mudanças, que me exigem e me deixam um tanto insegura. A letra diz: “pode falar que eu não ligo/agora amigo/ eu tô em outra […] nem vem tirar meu riso frouxo, com algum conselho/ que hoje eu passei batom vermelho”. Não vou contar mais nada, vejam vocês.

Figurino e maquiagem de Mallu também merecem elogios calorosos. Minha afirmação é tão verdadeira que até a diva Julia Petit, com que aprendi a me maquiar, fez um tutorial sobre o look da cantora. Clique e repare!

“em cada canto eu vejo o lado bom”.

Deixe um comentário

Arquivado em Som de sexta

Som de sexta: Taylor Swift

Companheiras, amigas deste blog, hoje nosso som é para as meninas que têm namorados que vão e voltam. Mas que nunca ficam com elas de verdade, não conseguem seguir firmes em uma relação. É a música We are never ever ever getting back together, da Taylor Swift.

Red, onde essa música foi gravada. Não dá vontade de usar batom vermelho vendo essa foto?

Red, onde essa música está. Não dá vontade de usar batom vermelho vendo a foto?

Em todo o caso, se você não sofre desse mal, ouça o som. O clipe é divertidíssimo, com vários animaizinhos cantantes, e o figurino da Taylor é impecável. Penso que a inspiração para os looks foi tirada dos anos 1950, 1960

Olha só!

#ficaadica

Deixe um comentário

Arquivado em Som de sexta

Som de sexta: Marcelo Jeneci

Hoje escolhi uma coisa super fofinha. Será o clipe de Pra Sonhar, do Marcelo Jeneci.

MAS, antes que vocês pensem que minha intenção com esta música cheia de véus, grinaldas e bolos de casamento é arrumar um noivo, bora tirar isso dos pensamentos.

Como o ano está se encerrando, pensei que seria legal separar algo com imagens bonitas e uma letra inspiradora, para começar 2013 bem e felizes. E o Marcelo Jeneci tem o dom de escrever coisas assim.

Marcelo Jeneci. (Fonte: reprodução.)

Marcelo Jeneci. (Fonte: reprodução.)

Porém, se mesmo depois de tudo explicado alguém ainda quiser me pedir em casamento, não se acanhe. Quem sabe, né? kkkkkkkkkkkkkkkkkk

Até mais!

😎

2 Comentários

Arquivado em Som de sexta