Arquivo da tag: #MinasTrend

Cenário, pano de fundo para o show

Sabe uma das coisas que me chamaram bastante atenção assim que pus meus pezinhos 33 no Minas Trend? A cenografia. O tema da 13º edição do evento foi “Parceria e Negócios”. Achei que o cenário não acompanhou a ideia, mas, ainda assim, estava tudo muito bonito. Assim que a pessoa entrava no Expominas, dava de cara com uma instalação lotada de guarda-chuva. Não sei se 0s organizadores sabiam que ia chover horrores em Belo Horizonte, mas acabou que a ideia foi super propícia, já que o mundo caiu nesses dias. Entre os milhares de guarda-chuvas, vestidos leves, rendados, emergiam do cenário. Achei delicado.

Guarda-chuvas.

Guarda-chuvas.

Os vestidos entre os objetos.

Os vestidos entre os objetos.

Já dentro da feira, os looks do desfile de abertura, um coletivo com várias marcas que apresentaram o melhore de suas coleções Outono/Inverno 2014, estava exposto em manequins claros. Um contraste em meio á profusão de preto. Mina gente, como o povo apostou em preto para esse temporada, nossa mãe! Mas era um pretinho diferente, nada básico. Tinha moderno, romântico, brilhante, minimalista. Enfim, diversas ideias. Entre os looks, rodas de bicicleta davam modernidade para o espaço.

Rodas de bicicleta.

Rodas de bicicleta.

Pretinho nada básico!

Pretinho nada básico!

No fim, percebi que as soluções em cenário eram bastante simples, mas extremamente agradáveis aos olhos.

Deixe um comentário

Arquivado em Diversos

O verão pela ótica do Minas Trend

Pessoas, essa edição do Minas Trend foi dedicada ao Verão2013/2014, como todas as outras semanas de moda que aconteceram e que acontecerão por esses dias, porque haja semana de moda, né minha gente? Nunca vi tanto amor por semana de moda… Mas, deixa esse assunto para lá e vamos para a programação normal.

O evento trouxe um desfile de abertura reunindo várias marcas. As roupas refletiram bem o tema Analógicos ou Digitais?, porque vieram com  trabalhos manuais em cima de tecidos modernos. O contrário também é válido: tecidos manuais em trabalhos modernos.

Olá cores!

Olá cores!

Depois do fashion show, os looks ficaram expostos na cenografia, onde foram tiradas as fotos desse textinho, por mim (momento orgulho de mim!). A cartela de cores está bem alegre: azul, verde, laranja, amarelo, vermelho. Mas, amiga, se você quiser pintar seu verão de preto, vai na fé que eu apoio!

O outro lado da roupa...

O outro lado da roupa…

Teve de tudo na passarela: longos, curtos, transparências, saltos, falta de salto, plissados, couro. Mas, como eu disse, era um desfile para várias marcas então cada uma mostrou seu melhor. Os desfiles são os 13 minutos mais caros para uma marca, sabiam? É muito gasto…

De outro ângulo...

De outro ângulo…

Um detalhe chamou minha atenção na beleza do desfile: os cabelos coloridos combinando com a cor da roupa. A pele era básica, deixando todas com cara de descansadas e bem nascidas. Para quem não viu, deixo o link com o vídeo do desfile.

Bjim

Deixe um comentário

Arquivado em Evento, Moda, Negócios

Analógicos ou digitais?

Acompanhantes, bloguetes, leitoras(os), como é que vão por esses dias? Eu de cá vou bem, obrigada por perguntarem. Como disse, não viria aqui esses dias; estava ocupada com o Minas Trend. Bem, talvez não tãoooo ocupada assim, mas vocês concordam que, de vez em quando, um tempo se faz necessário…

Estão pensando sobre o título de hoje, não é? Explico já: esta reflexão, “Analógicos ou Digitais?”, foi o tema do Minas Trend deste ano. Achei bem interessante mais, a meu ver, no mundinho fashion é impossível escolher uma das possibilidades, deixando a outra de em segundo plano.

Vestido todo coberto manualmente de cristais modernos.

Vestido todo coberto manualmente de cristais modernos.

Vou separar as duas palavras para dinamizar meu raciocínio, ok pessoas?

Analógicos: nesse contexto a palavra quer dizer apenas algo que funciona sem a necessidade de grandes inventices, sabe? Algo que vai bem com apenas alguns conhecimentos. Por exemplo: sei que algumas roupas, em algum momento do processo criativo, são cortadas e costuradas á mão, tipo época da vovó mesmo.

Digitais: trata-se de coisas e processos que precisam de um bocado de tecnologias para andar bem. Na moda, hoje existem uma infinidade de tecidos, dos quais eu confesso não entender muito bem, que precisam de tecnologias para serem tramados, estampados ou tingidos. Temos até acabamentos feitos a laser, pasme vocês.

Modernos, modernos, modernos...

Modernos, modernos, modernos…

É por isso que uma palavra não excluiu a outra, e as duas andam de mãos dadas felizes pelas estradas do mundinho fashion. É impossível costurar aquela roupa linda, feita com aquele tecido maravilhoso e moderno, sem usar técnicas usadas por nossas avós no tempo da onça. Por isso, achei o tema do Minas Trend desse ano bem legal.

Reflexões de segunda, a gente vê por aqui!

Analógicos, quase artesanais.

Analógicos, quase artesanais.

Bju bunitu 😎

PS: as fotos desse post são minhas. Tirei com o tablet portanto não ficaram láaaaaaaaa essas coisas. São da cenografia do evento e cada manequim tinha a proposta de um criador relacionada ao evento.

Deixe um comentário

Arquivado em Evento, Moda