Arquivo da tag: fashion

John is back!

Então tá, as amantes de shows de moda já podem dar pulos de alegria. Acontece que semana passada saiu na mídia notícia de que John Galliano voltou de mala, cuia e chapéus para o mundinho da moda. Segundo a informação, o estilista estaria a frente de uma marca de cosméticos russa chamada L´Etoille, responsável por 70% das vendas dos perfumes e produtos de beleza Dior, antigo amor de Galliano.

Parece que o exílio finalmente acabou, não é mesmo? Se você, caro leitor, esteve ausente da vida desde 2011, vou explicar porque o mentor de memoráveis desfiles de moda foi parcialmente esquecido pelos conglomerados mais poderosos desse meio. Acontece que o cara surtou, achou que era a última bolacha de chocolate do pacote e resolveu insultar os judeus, povo que, segundo as mais antigas teorias da conspiração existentes na internet, manda na economia global.

Mas, eu particularmente acho que a Dior botou o cara para correr porque, apesar de ser um estilista talentosíssimo e muito competente, ele é extravagante demais em alguns pontos. Uma pessoa capaz de desconfigurar os atributos físicos e espirituais de uma marca tão conceituada e tradicional como a Casa Dior. Penso que o insulto aos judeus foi só a última gota para que o copo entornasse.

A moda tem dessas coisas: aumenta o ego de pessoais mais sensíveis a proporções estratosféricas porque criar é um ato que chama bastante atenção. Daí, os holofotes acabam se voltando para essas pessoas que, se não tomarem cuidado, começam a achar que estão acima do bem e do mal, que não existem limites para sua genialidade e…. Bom, em resumo elas “dão defeito” de verdade. Foi isso que, acho, aconteceu com o Galliano.

É bom que John volte definitivamente ao mercado. Espero que o tempo de castigo tenha sido suficiente para que ele pense nas coisas. Se bem que, dia desses, li que o estilista apareceu usando roupas que se pareciam muito com os trajes usados por judeus ortodoxos. Em resumo, ele causou de novo. Tá que ele é excêntrico, mas, eu particularmente não soube o quê pensar. É como dizem os franceses: c´est la vie!

john_galliano

Deixe um comentário

Arquivado em Comportamento

Moda reciclada

Para me aprimorar, estou lendo o livro Princípios de gestão de negócios de moda, de Susan Dillon. Dentro da publicação, ricamente ilustrada e com muita informação sobre business of fashion, encontrei uma entrevista com o estilista Gary Harvey que, durante dez anos, foi diretor criativo da marca de jeanswear Levi´s. Na conversa, ele falava sobre moda e sustentabilidade.

Aí, bateu amor pelo trabalho do cara, né minha gente? Não sei se vocês sabem, mas sou totalmente a favor de uma produção de moda mais responsável e sustentável. No livro, vi que o britânico Harvey não coloca a produção ecologicamente como prioridade em suas empresas mas, sim, como uma forma de mostrar que é possível mudar o jeito de fazer se não, em pouco tempo, não teremos como produzir mais nada…

Entre os trabalhos do designer, vou destacar um vestido feito com 30 edições do jornal econômico mais importante do mundo: o britânico Financial Times. Isso leva a expressão “do luxo ao lixo” para um patamar nunca antes pensado. Além do mais, quer paradoxo melhor que ver um vestido produzido com páginas e mais páginas de um jornal que, durante muito tempo, primou pela análise de um mundo que produz sem pensar um minuto sobre de onde vem todo esse material que se transforma  era a regra. Achei um máximo.

Vestido feiro com jornais sustentado por um corpete.

Vestido feiro com jornais sustentado por um corpete.

Trouxe para vocês verem um vídeo onde um desfile com um vestido verde todo confeccionado por Gary Harvey com embalagens plásticas de comida é mostrado. Legal, né? Durante a pesquisa, li também que as criações do estilista já estiveram até no tapete vermelho do Oscar. Coisa fina, né?

Reciclagem é tendência!

Deixe um comentário

Arquivado em Diversos, Moda, Negócios

Inaugurando um canal

Oi gente, tudo bem? Olha eu aqui de novo! Batam palmas, fiquem felizes. Bom, vamos retornar ao objetivo do dia: vim contar para vocês que estou inaugurando um canal para conversarmos mais. Sempre tive vontade de fazer isso, mas confesso que tinha bastante vergonha. Aí, hoje, acordei, liguei a câmera e…. gravei!

Meu objetivo não é fazer tags ou tutoriais de maquiagem porque muitas meninas já são extremamente competentes neste quesito então, resolvi comentar notícias. Uma coisa diferente dentro da blogosfera, ao menos não conheço ninguém que faça isso. Espero que gostem. Fiz com bastante carinho e, honestamente, achei que para uma primeira vez até que fui bem.

Nesta edição, falei sobre o hábito saudável da Duquesa Kate Middleton de repetir roupas afinal de contas, quem nunca fez isso ou é muito ryca e phyna ou, nem sei o que fazer. Também comentei sobre o novo corte de cabelo da atriz ruiva Marina Ruy Barbosa que, disse: “não sou um cabelo, sou uma atriz”. Espero muito que gostem, fiz com carinho. Inté!

Deixe um comentário

Arquivado em Boletim Fashion

Não é mais um vídeo de moda

Tudo na vida tem seus estereótipos específicos. Por exemplo: pessoas revoltadas andam de preto, hippies adoram cordões de sementes e intelectuais usam óculos. Com a galerinha da moda, não é diferente. As pessoas mais cool do mundinho fashion são alternativas, adoram bandas que quase ninguém conhece e usam roupas que você não encontra em qualquer lugar, só para citar algumas características marcantes.

Fashion Film

Toda essa volta para dizer que dia desses vi uma coisa que me fez rir alto disso tudo. A grife americana Viva Vena! fez uma paródia engraçadíssima e genial sobre as características principais desse povo descolado. No curta, que ganhou o nome sugestivo Fashion Film, uma it girl um tanto quanto maluca, que  no estilo me lembrou Florence Welch e Lana Del Rey, sussurra frases do tipo “quando estou sozinha falo francês” ou “as coisas antigas são mais legais”, bem à moda filme-cabeçudo-de-moda-contemprorânea.

Uma pena não ter achado o vídeo com legenda diretamente do YouTube. Mas aqui você pode assistir a tudo, muito bem traduzido. O mais legal é que os diretores do curta deixam claro que “é apenas um comercial”, como são todos os fashiom films, em minha opinião as propagandas mais geniais que as marcas produzem hoje em dia. Mas, voltando ao nosso assunto, tem coisa mais inteligente e madura que fazer piada com sua própria realidade e características? 😎

Deixe um comentário

Arquivado em Comportamento

Inspiração: chapéu

No tempo de nossas avós, talvez não no tempo de nossas avós, mas com certeza no tempo das avós de nossas avós, era deselegante sair de casa sem um bonito chapéu. Nessa época, as moças da sociedade usavam modelos enormes, já as mocinhas com menos posses costumavam usar tipos menores. Chapéu era demonstrador de classe e poder.

Originalmente a peça surgiu para proteger as cabeças dos homens primitivos. São feitos dos mais diversos materiais, apesar de hoje serem usados em poucas ocasiões. Parece que saíram “de moda”. Porém, eu gosto. Acho o chapéu uma peça elegante e estilosa. Tenho até alguns modelos, incluindo o chapéu com cara de francês fabricado na China. Coisas da globalização fashion.

Hoje trouxe alguns modelos para inspirar vocês, vejam:

Este chapeuzinho de palha é a cereja do bolo da produção. Descolado e lindo!  (Fonte: reprodução.)

Este chapeuzinho de palha com inspiração Panamá é a cereja do bolo da produção. Descolado e lindo! (Fonte: reprodução.)

 

Ah, você é uma clássica moderna? Tudo bem, este modelo é ideal para sue estilo. (Fonte: reprodução.)

Ah, você é uma clássica moderna? Tudo bem, este modelo é ideal para sue estilo. (Fonte: reprodução.)

Se você é moderna e gosta de causar, este vai ficar legal. (Fonte: reprodução.)

Se você é moderna e gosta de causar, este vai ficar legal. (Fonte: reprodução.)

E aí, se animou? Então tente sair usando um chapéu e depois conte como foi a experiência!

PS: caso alguma das imagens for de sua autoria, escreva para naoesobremoda@gmail.com que eu vou adorar te dar o crédito devido. 😎

 

2 Comentários

Arquivado em Inspiração