Arquivo da tag: Dior

No palácio toca música eletrônica

Sou louquinha pelo poder que a moda tem de juntar o que antes era impensável. Ou você aí do outro lado do monitor já cogitou a ideia de tocar no Palácio de Versalhes um dos sucessos do Depeche Mode? Apostei que não. São coisas que só a moda faz por você, meu bem.

O atrevimento partiu da Dior, que colocou as modelos Daria Strokous, Fei Fei Sun e Katlin Aas correndo pelos sisudos e elegantes jardins do palácio vestidas com as apostas da casa para o pre-fall 2014. O fashion film faz parte da trilogia The Secret Garden, iniciada em 2012.

Coisa mais linda...

Coisa mais linda…

Como trilha sonora, Strange Love, do Depeche Mode, a cereja que faltava para dar o ar de surrealismo ao projeto. Agora, falando sobre o curta, como não poderia deixar de ser ele foi construído para exaltar a marca. Mas não deixa de ser um presente aos olhos. Fiquei com a impressão de ter visto as cores de Salvador Dali entre uma tomada e outra.

Curioso? Então clica que eu trouxe o curta até você, só porque sou legal, heim?

 

Deixe um comentário

Arquivado em Moda

John is back!

Então tá, as amantes de shows de moda já podem dar pulos de alegria. Acontece que semana passada saiu na mídia notícia de que John Galliano voltou de mala, cuia e chapéus para o mundinho da moda. Segundo a informação, o estilista estaria a frente de uma marca de cosméticos russa chamada L´Etoille, responsável por 70% das vendas dos perfumes e produtos de beleza Dior, antigo amor de Galliano.

Parece que o exílio finalmente acabou, não é mesmo? Se você, caro leitor, esteve ausente da vida desde 2011, vou explicar porque o mentor de memoráveis desfiles de moda foi parcialmente esquecido pelos conglomerados mais poderosos desse meio. Acontece que o cara surtou, achou que era a última bolacha de chocolate do pacote e resolveu insultar os judeus, povo que, segundo as mais antigas teorias da conspiração existentes na internet, manda na economia global.

Mas, eu particularmente acho que a Dior botou o cara para correr porque, apesar de ser um estilista talentosíssimo e muito competente, ele é extravagante demais em alguns pontos. Uma pessoa capaz de desconfigurar os atributos físicos e espirituais de uma marca tão conceituada e tradicional como a Casa Dior. Penso que o insulto aos judeus foi só a última gota para que o copo entornasse.

A moda tem dessas coisas: aumenta o ego de pessoais mais sensíveis a proporções estratosféricas porque criar é um ato que chama bastante atenção. Daí, os holofotes acabam se voltando para essas pessoas que, se não tomarem cuidado, começam a achar que estão acima do bem e do mal, que não existem limites para sua genialidade e…. Bom, em resumo elas “dão defeito” de verdade. Foi isso que, acho, aconteceu com o Galliano.

É bom que John volte definitivamente ao mercado. Espero que o tempo de castigo tenha sido suficiente para que ele pense nas coisas. Se bem que, dia desses, li que o estilista apareceu usando roupas que se pareciam muito com os trajes usados por judeus ortodoxos. Em resumo, ele causou de novo. Tá que ele é excêntrico, mas, eu particularmente não soube o quê pensar. É como dizem os franceses: c´est la vie!

john_galliano

Deixe um comentário

Arquivado em Comportamento

Evita Perón em exposição

Semana passada fui ao coquetel de lançamento da exposição Evita: figura, mulher e mito, realizada pelo DiamondMall para marcar o lançamento das propostas para a Primavera-Verão 2014 do shopping. Estavam expostos replicas reduzidas das roupas de Evita Perón, além de 100 reproduções em prata e pedras preciosas das joias usadas pela primeira-dama argentina.

DSC_0155

Roupas e joias de Evita.

Admito que não conhecia muito a história dessa personalidade e só entendi sua importância agora, que fui cobrir o evento para o Fashionistando, onde faço matérias sobre moda e tendências. E, gente, a mulher foi a diva das terras abaixo da Linha do Equador na primeira metade do século passado. Dona de uma beleza discreta e elegante, soube muito bem se caracterizar para ocupar o posto que lhe foi dado; primeira-dama de um dos presidentes mais importantes da Argentina, Juan Domingo Perón, idealizador do Peronismo, que ainda produz reflexos da Argentina de hoje.

Elegante sem ser ofensivo.

Elegante sem ser ofensivo.

Além da importância história e tal, o guarda-roupa de Evita Perón também reflete a moda de uma época. Vendo os looks expostos, consegui reparar a presença marcante do New Look, inventado por Dior, a roupa das senhoras de bem da década de 1940 e a presença de joias que, apesar de glamurosas, não eram exageradas ou ofensivas. Eram elegantes. O estilo foi indispensável para ela conseguir transitar, sem choques, entre as camadas mais, e menos, afortunadas da sociedade da época.

Tomara que caia, presença marcante.

Tomara que caia, presença marcante.

Acho interessante conhecer esses personagens da história porque, além de entendermos como se vestiam, podemos perceber as características de uma época refletida em cada look. Uma verdadeira aula de história. Se você ficou curiosa para saber mais, pode ir ao shopping ver a exposição, que tem entrada franca e fica em cartaz até dia 22 de setembro, indo depois para São Paulo. Ou então assistir ao filme “Evita”, que conta a história da personagem. Ah, a estrela do longa é ninguém menos que Madona, viu? Coisa fina mesmo!

Deixe um comentário

Arquivado em Evento

Inspiração: Peplum

Hoje vamos conversar um pouquinho sobre os Pepluns, aquele volume extra que as mais antenadas curtem acrescentam à região do quadril. Honestamente, preciso confessar que não gosto muito dessa peça porque, como tenho essa região larga naturalmente, acho que ela não contribuí para um look harmonioso. Mas, para as meninas mais sequinhas, acredito que o Peplum deixa o visual moderno. Então vamos começar os trabalhos!

Apresento esta moça que usa um Peplum conjugado com essa saia lápis roxa. Para compor, camisa e blazer verde, bastante verde… Repare que, como as cores já conseguem bastante destaque sem o mínimo esforço, ela optou por um único acessório discreto. A silhueta ficou interessante, nada chocante. Gostaram?

Garota de personalidade.

Garota de personalidade.

Agora uma opção para as garotas que gostam de ousar, mas com parcimônia. Nossa ruiva escolheu usar uma blusa sequinha com Peplum. Como a peça não é muito estruturada, diferente da que mostrei no primeiro exemplo, é possível combiná-la com um maxi colar, ou muitas pulseiras, ou um brinco grande, á gosto do freguês. Essa ideia é a que mais me agrada.

O modelo mais discreto me agrada.

O modelo mais discreto me agrada.

Já esta versão do Peplum é para as meninas que não tem medo de ser feliz, muito menos de ousar nas produções. Essa garota escolheu usar a inspiração de hoje na blusa. Mas, repare que não é uma blusa qualquer, é um modelo estruturado, com botões, com mangas bufantes e roxo. Para acalmar, uma saia lápis foi a escolha. As sandálias também são pretas, exatamente como a bolsa.

Muita personalidade!

Muita personalidade!

Essa onda do Peplum é uma releitura do new look de Dior. Como disse, você que é magrinha pode usar sem medo de ser feliz, escolhendo a opção que mais te agrade. Mas, se o quadril é avantajado, como o meu, opte por modelos bem discretos ou então, embarque em outra tendência. Ideia é o que não vai faltar!

Deixe um comentário

Arquivado em Inspiração

Inspiração: saia midi

Olá pessoal, como estão?

Hoje o post entrou mais tarde porque precisei resolver um bocado de coisas pela manhã. Mas não se sintam abandonados, cá estou trazendo uma ideia muito interessante para montar looks modernos e românticos: saias midi. Esse comprimento se popularizou no mundo da moda quando Dior inventou, após a 2º Guerra Mundial, o New Look.

Minha primeira proposta é misturar a peça com outras mais pesadas. Camisetas com pegada rocker e sandálias de salto grosso ficam interessantes nesse contexto. Aqui nossa menina optou por uma midi bordô, que ficou super descolada combinada com a blusa preta.

Mocinha elegante.

Mocinha elegante.

Agora uma opção bem alegre. Ótimo para as garotas que adoram brincar com a moda. Repare que o modelo é amplo, lembrando mais ainda os usados pelas mulheres da década de 1950. O sapato é xadrez, prova de que coordenar estampas é super interessante.

Uma estampa bem alegre.

Uma estampa bem alegre.

As sias midi também ficam bacanas quando são plissadas, caso da última proposta de hoje. Nossa garota combinou a peça com um colar pesado e sapatos baixos e escuros. A blusa é branca e os óculos tem personalidade. O destaque fica mesmo com o brilho da saia midi amarela.

Amarelo para alegrar o dia.

Amarelo para alegrar o dia.

Tenho um modelo dessa saia no guarda-roupa e em breve post um look para vocês darem uma olhada. Como sou baixinha, costumo usá-la com sapatos cor da pele. De preferência, baixos. Esse é um truque ótimo para não achatar a silhueta. Ideia super elegante, não é mesmo?

Deixe um comentário

Arquivado em Inspiração

Pra sonhar

Roupas feitas à mão. Cada ponto dado milimetricamente. Bordados colocados com paciência e exatidão. Isso existe? Sim, essas roupas são “de verdade”. O tempo das tendências de meia hora não acabou com o glamuor, qualidade e beleza da Alta-costura.

A última semana foi dedicada aos desfiles desse segmento, caracterizado pela produção quase manual das peças Para as sonhadoras desavisadas de plantão, se você não tem petróleo no quintal, não sonhe com tais roupas habitando seu armário.

São caras e, como dizem, feitos para mulheres “privilegiadas”. Eu proponho que apreciemos, apenas. Para ajudar, separei fotos dos meus desfiles favoritos. Vem ver!

Começo pelo estilista libanês Elie Saab. Para esta temporada sua proposta são rendas e longos. Coisa básica, para você ir ao Oscar. A cartela da coleção traz muito nude e branco. Eu particularmente gostei mais dos modelitos em vermelho e preto.

Elie Saab Paris Couture Haute Couture spring summer 2013 _ Paris january 2013

Elie Saab Paris Couture Haute Couture spring summer 2013 _ Paris january 2013

Não contente em fazer a plateia babar com seus vestidos de tapete vermelho, Elie Saab encerrou o show com um rico vestido de noiva. Não vou perdoar se alguma de vocês casar usando e dito cujo e não me convidar para ver tudo  de pertinho.

Elie Saab Paris Couture Haute Couture spring summer 2013 _ Paris january 2013

Impossível falar de alta-costura sem falar de Chanel. O espetáculo da maison francesa deixou babando editoras de moda, fashionistas e curiosas, como eu. Karl Lagerfeld se inspirou na clássico Sonho de Uma Noite de Verão, de Shakespeare. Por isso vestidos floridos e românticos.

????????????????????????????????????????????????????????????

Sem deixar as raízes de lado, Chanel também desfilou os casaquinhos e terninhos de Twwed, famosos e adorados por meninas que precisam trabalhar com roupas sérias. Destaque também para as botas enorrrrrrrrrmes, um tanto quanto exageradas, eu acho.

????????????????????????????????????????????????????????????

A alta-costura é assim; sonho e glamuor com pitadas de loucura. Serve para fazer babar em cada entrada das modelos na passarela. No fim das contas é possível apenas para um punhadinho de mortais. Mesmo assim é legal ver e entender esse tipo de espetáculo. Algumas coisas apresentadas vão parar nas ruas.

Deixei o melhor para o fim. O vídeo da beleza da Dior. Bocas incrustadas com cristais vermelhos. Coisa rica, mas nem um pouco confortável.

😎

 PS: Todas as fotos desse post são da revista L´Officiel Brasil.

Deixe um comentário

Arquivado em Inspiração, Moda