Arquivo da tag: cinema

Moda e Cinema, por Cris Guerra

O melhor da vida são as surpresas. Calma, não estou apenas divagando aqui, já explico: acontece que ontem fui, feliz e saltitante, para mais um dia do meu NBA em Direção Criativa de Moda. Chegando lá, como a professora tinha duas aulas, propôs que na segunda fossemos à palestra da Cris Guerra, a inventora do blog Hoje Vou Assim.

Cris Guerra.

Cris Guerra.

Essa iniciativa faz parte do ciclo de palestras Cinema e Moda, que acontece até sábado no Centro de Referência em Moda de Belo Horizonte. A programação completa está aqui. Na conversa, Cris disse das suas impressões sobre cinema e moda. Achei interessante porque não me pareceu um discurso pronto, daqueles que pensam nas mínimas palavras.

Ela expôs sua visão. Uma das frases que achei marcante foi: “a moda é o marqueteiro do cinema”. Gente, olha só que coisa, até hoje, mesmo com a internet e a televisão, os artistas mundialmente famosos vem do cinema. Sabe, Julia Roberts, Audrey Hepburn, e tantas outras, de hoje e de ontem. E as pessoas sempre querem saber o que essas pessoas vestem e por que vestem.

Outra parte interessante foi quando Cris disse que “a moda pede movimento, sensações, música”, e o cinema dá todos esses elementos para que as roupas criem vida. Quem não se lembra do vento subindo o vestido branco de Marilyn Monroe em O Pecado Mora ao Lado? Se não viu, com certeza já reparou em pessoas fantasiadas de loiras usando vestidos soltos, né? A inspiração vem daí.

Agora, a reflexão mais legal da noite: “a moda precisa se inserir na vida das pessoas para emocionar”. Gente, deixando de lado essa ideia toda de que moda é negócio, desejo e lucro, acima de tudo moda também é emoção. Há pessoas que criam verdadeiras relações com sues guarda-roupas. Outras relacionam momentos da vida às peças. Existem aquelas que compram porque a atriz tal usou em tal lugar. É natural, não é errado se emocionar, errado é depender disso.

Gente, a foto não está favorecendo, mas ela é linda!

Gente, a foto não está favorecendo, mas ela é linda!

Além das ideias, acabou que saí da conversa com Cris levando seu novo livro, Moda Intuitiva. Eles sortearam alguns exemplares e que ganhei um, autografado, coisa mais legal do mundo. Fiquei super feliz, vocês nem imaginam! Gente, as fotos desse post podem não ser as melhores, porque meu lindo tablete estava de TPM, mas as ideias são boas, né?

Eu com o meu presente.

Eu com o meu presente.

Deixe um comentário

Arquivado em Comportamento

Figurino, bruxas e Oscar

As garotinhas indefesas que me desculpem, mas os figurinos de Ravena, rainha má de “Branca de Neve e o Caçador” (2012) estavam todos divinos. Vi o filme no último feriado e não conseguia desgrudar os olhos dos vestidos magníficos usados por Charlize Theron na adaptação dark do conto infantil Branca de Neve e os Sete Anões.

A rainha má Ravena e suas jóias maravilhosas.

A rainha má Ravena e suas jóias maravilhosas.

Os vestidos eram prateados, dourados, pretos. Todos lembrando roupas medievais, só com uma atualizada impressionante dada pelos acessórios da bruxa má. Uma mistura gótica romântica de encher os olhos da gente. As coroas da loira são um show particular. Todas lindas, pesadas e imponentes.

E essa coroa estilizada? Quando eu for rainha quero uma igual!

E essa coroa estilizada? Quando eu for rainha quero uma igual!

Não por acaso Branca de Neve e o Caçador está concorrendo ao Oscar de melhor figurino. E, talvez por acaso, talvez não, quem assina todas as produções do longa é a conhecida Coleen Atwood, que ano passado levou a estatueta de ouro por suas criações em “Alice no País das Maravilhas” (2010).

Alice, Rainha Branca, Rainha Vermelha, Chapeleiro, todos muito bem vestidos.

Alice, Rainha Branca, Rainha Vermelha, Chapeleiro, todos muito bem vestidos.

Também concorrem ao prêmio de melhor figurino “Os Miseráveis”, “Espelho, Espelho Meu”, “Ana Karenina” e “Lincoln”. Só vamos conhecer o vencedor no dia da cerimônia, 24 deste mês, mas alguém aí tem algum palpite?  Eu já tenho minha opção amada.

Cara de ryca, só que má.

Cara de ryca, só que má.

É o que sempre digo: os vilões costumam ser bem mais interessantes…

Deixe um comentário

Arquivado em Diversos, Moda