Arquivo da categoria: Evento

Viagem ao centro do mundo “das modas”

Oi pessoal, como é que vão essa força, heim? Eu de cá estou bem, me arrastando pra dar conta dessa segunda-feira, mas, enfim… Tá tudo certo. Como disse semana passada, dei um pulinho lá no São Paulo Fashion Week e, gente, foi espetacular! Tudo acontece mesmo na hora certa e penso não haver tempo melhor para esse acontecimento. Além do mais, dizem que quem tem amigos nesse mundo tem tudo, né? Acho que é isso mesmo.

Turistando no SPFW!

Turistando no SPFW!

Fui acompanhar o desfile da marca mineira Apartamento 03 que, pela primeira vez, está no line up no São Paulo Fashion Week, apesar de já ser veterana no Minas Trend, evento modístico aqui de BH. Pessoal, confesso que quando coloquei meus pezinhos na sala de desfiles do Parque Candido Portiniari meu coração começou a bater forte e minhas pernas tremeram.

Foi como encontrar um grande amor, de fato… Há muito tempo sonhava em participar dessa festa e já tentei convites de várias formas. Sabe, sou do tipo que cria as oportunidades e não fica esperando apenas acontecer. Até porque, como diz a música “quem sabe faz a hora, não espera acontecer”.

Quanto ao desfile em si, achei a coisa mais linda. Um coleção pé no chão e conceitual, tudo ao mesmo tempo. Adorei ver a evolução dos looks com um quê de japonismo desfilando na passarela. A cartela de cores era realmente bem invernal: preto, cinza, verde petróleo, algumas pitadas de estampas amarelas…

Lindeza da vida!

Lindeza da vida!

Outro ponto interessante foi o investimento em uma pegada esportiva com interessantes mochilas conceituais. Os recortes das roupas, secos porém fluídos, deram o toque que faltava. Em suma: Luiz Cláudio arrasou na passarela do SPFW e não perdeu sua identidade após se juntar á poderosa Patrícia Bonaldi. Não sei se terei outra oportunidade de conferir de perto os desfiles da semana de moda paulistana. Mas, posso dizer com certeza que esse sonho já foi realizado. Então, podem vir os próximos!

2 Comentários

Arquivado em Evento, Moda

Fashion Tour no Boulevard Shopping

Ei gente. Tudo bem com vocês? Claro que sim, né, já que estamos conversando em uma sexta-feira. Como não ficar contente com esse dado? Então, hoje, vim contar que ontem estive no FFMag! Fashion Tour, que rolou no shopping Boulevard. Os convidados eram Paulo Borges, o cara que inventou o São Paulo Fashion Week, Tereza Santos, uma das componentes do Grupo Mineiro de Moda e Mariana Weickert, que apresenta alguns programas de moda no GNT.

Não foi possível acompanhar a palestra toda porque essa vida dupla de jornalista de moda/produtora de TV não é tão fácil assim de conciliar, sabe amiga. Mas, achei que os pedaços que acompanhei foram bem proveitosos. Os assuntos principais até o momento em que estava na platéia eram a rapidez da moda e a necessidade de cultivar a criatividade.

Você acha a pauta babaca? Pense duas vezes: vivemos em um mundo onde a coleção desfilada em Paris já está no Instagram no mesmo tempo em que as peças chegam na passarela, ou, até mesmo antes. Portanto, tudo é replicado muito rápido para que o consumidor possa ter aquilo quase que em tempo real. Com toda essa fome de compra, muito da criatividade necessária para o fazer moda se perde. E a originalidade vai para as cucuias também.

Para os componentes da mesa, o importante nesse mundo doido é manter o foco na originalidade. Ainda não acredita? Bom, a China faz 30 camisas iguais às desfiladas por Marc Jacobs em menos de segundos. E aí você compra isso bem baratinho aqui no Brasil. Mas, vai acabar topando com umas 100 garotas vestindo o mesmo modelito que o seu.

Ninguém se diferencia e tudo é igual. Para isso, com o objetivo de se manter no mercado, as empresas brasileiras precisam se focar na qualidade e originalidade das peças que colocam no mercado. Foi esse o pensamento dos presentes na palestra e é esse o meu pensamento também.

Sei que os custos de produção são super altos, mas tá na hora de fazer alguma coisa a respeito, não é mesmo futuro/ futura presidente?? Ficar trocando farpas em debates não levará ninguém á lugar algum, fica a dica. Então, por hoje é só. Bjo procês e até semana que vem!

Foto da palestra, do meu Instagram @maryycisa

Foto da palestra, do meu Instagram @maryycisa

Deixe um comentário

Arquivado em Evento

Sobre Copiar e Colar

O post de hoje não é bem um post. É só uma notinha porque vocês precisam pensar sobre o assunto e tirar as conclusões que acharem pertinentes. Hoje é sexta-feira e estou cansada demais para grandes papos. Please, preciso de um relex! Então, continuando, estava eu me deliciando com os absurdos do Facebook quando clico em uma notícia sobre a semana de moda de Paris. Mas, cara, a foto falou mais que toda a matéria. Colocara, de um lado, um look da coleção Primavera-Verão 2015 da Balmain e, do outro lado, um look de Alexander McQueen, desfilado em 1997. Gente, a culpa pode até ser da minha baixa visão mas, para mim, o segundo é exatamente igual ao primeiro. Com tanta informação como é que esse povo ainda tem coragem de dizer que se inspirou no falecido McQueen se os trajes são idênticos??!

Tudo igual.

#chocada #meamarrotaqueeutopassada #nossasenhoradosplágiosrogaipornós

Deixe um comentário

Arquivado em Evento

A Mattel está tentando dominar o mundo

O povo bola estratégias de marketing descaradas achando que não vamos perceber o que está rolando por trás dos holofotes. Ah, sabem de nada, bando de inocentes. Nos não somos bocós! Ou vocês acharam mesmo que a aparição da Barbie em vários cantos do mundinho fashion nessa última temporada de moda era mera, puramente e simples, inspiração dos estilistas cabeçudos? Claro que não! Se está por fora, vou já explicar o babado.

A Moschino, marca divertida que apresenta suas propostas em Milão, mostrou ao público um desfile cujo tema, o único, diga-se de passagem, era a Barbie e seu mundo cor de rosa. Entre bolsas de coração, cases para iPhone em formato de espelho e modelos desfilando de patins, o público pode observar toda a magia inebriante do jeitinho Barbie de ser. Apesar do exagero na referência, o desfile tinha sentido porque está dentro de uma marca conhecida por abordar temas pops como o McDonald´s. Fez sentido para mim, ao menos.

Depois disso, ainda em Milão, Dolce&Gabana também resolveram botar na passarela a boneca mais amada e odiada pelas meninas e mulheres de plantão. Só que, nesse caso, acho que não ornou muito bem com o tema da coleção, já que a boneca pareceu meio perdida entre as garotas espanholas que vimos na passarela carregando referências das touradas e dança espanhola. A Barbie chegou nas mãos das modelos dentro de uma caixa/bolsa. Muito confuso para mim, alguém que não observou o espetáculo das primeiras cadeiras.

Além dessas aparições grandiosas, em 2014 já vimos uma Barbie inspirada em Karl Lagerfeld, com direito a cabelo branco, termo preto e toda a indumentária de kaiser da moda. Também já tivemos coleções-cápsula na Forever21, Wildfox e Lord & Taylor, tudo, claro, inspirado na bonequinha. Mas, não fique triste, a Mattel não deixou o Brasil de fora dessa febre de Barbie. A C&A lançou uma coleção em parceria com a estilista rainha do Instagram Patrícia Bonaldi. Com looks para mães e filhas, a coleção fala sobre a Barbie de um modo mais sutil.

Eu acho que, se é possível se apropriar de algo para conseguir alguma coisa, no caso pegar a moda para ser marqueteira de sua marca, não é pecado. Mas, pode cansar os olhos de quem observa. Uma coleção, ok. Uma edição especial da boneca, ok. Agora, uma profusão interminável de coisas sobre a tal boneca?? Ah não, totalmente desnecessário. Então, Mattel, chega de enfiar Barbie goela abaixo das pessoas. Já entendemos que ela é um ícone fashion. Tem até um Instagram, coisa de pessoa antenada. Para a moda, fica a dica: mais originalidade e menos mercado, please!

Barbie, Barbie, Barbie... Na Moschino.

Barbie, Barbie, Barbie… Na Moschino.

Deixe um comentário

Arquivado em Comportamento, Evento, Moda

Sobre o último sábado

Gente, neste último sábado vivi uma experiência super diferente e especial: participei do corpo de jurados de um concurso de moda aqui de BH. Trata-se do Boulevard Fashion Design, promovido pelo Boulevard Shopping e organizado pela querida Zoka Vassalo, uma amiga e entrevistada super especial. Olha o look que escolhi para o evento: um quimono, porque temos que seguir “as modas” um pouquinho, acompanhado das peças pretas que são, tipo, marcas registradas da minha pessoa.

Dress code: fingindo ser editora de moda.

Dress code: fingindo ser editora de moda.

Na passarela, três looks de dez competidores diferentes. Todos elaborados por jovens criadores buscando seu lugar à sombra do reconhecimento. Tinha de tudo: moda para homens, para a praia, vestidos bem elaborados e cortes retos. Cores, brasilidade, criatividade, enfim, de tudo mesmo. Abaixo uma foto de um vestido de chita bem bonito, que fez parte da coleção que ficou em segundo lugar geral. Achei muito clássico e moderno.

Chita moderna.

Chita moderna.

Achei essa experiência de ser “jurada” muito inusitada. Achei estranho avaliar o trabalho alheio, principalmente porque entendo mais ou menos como funciona o processo e sei que dá muito trabalho para produzir algo, assim, do zero, exatamente como fizeram os candidatos. Além disso, existem sonhos, esperanças e vontades envolvidas e não acho que devemos “destruir” os sonhos de ninguém.

Ao mesmo tempo, como participei da primeira avaliação dos projetos, no princípio eram 70 competidores, consegui perceber que muitas pessoas não levam realmente a sério seus sonhos. Afinal de contas, não adianta apenas querer alguma coisa. É preciso trabalhar para que as vontades sejam coisas maiores que apenas desejos perdidos. Principalmente nesse mundo em que vivemos, tão maluco e corrido.

Pois é gente, já contei procês a boa notícia. Antes de ir embora, preciso falar que esse convite foi muito inesperado. Acho que, às vezes, tentamos nos colocar de um tamanho menor e isso não é bom. Sei que sou jornalista, amo muito o ato de “pensar moda”, mas não me achava gabaritada o suficiente para essa tarefa. Enfim, no fim das contas acho que tudo deu certo. Agora, digam: curtiram meu look “fantasia de editora de moda”? Como já é segunda, desejo uma ótima semana procês, seus lindos!

Deixe um comentário

Arquivado em Evento, Moda

Gisele e o Chanel nº5

Nossa top-ultra-mega-über-model Gisele Bündchen fechou contrato para fazer a próxima campanha do Chanel nº5, aquele perfume icónico que a Chanel lançou lá em 1921, virando febre entre os soldados na Segunda Guerra Mundial, ganhando destaque na história por trazer várias inovações em sua fórmula e em seu design.

Segundo a maison, Gisele foi escolhida por sua “beleza natural e moderna”. Cês conseguem ver a profundidade dessa fala? Vou explicar então: esse perfume tem quase cem anos e foi concebido em uma época onde o conceito de cheiro bom e cheiro ruim era bem diferente da opinião que temos hoje.

Apresento o Chanel Nº5 (Fonte: reprodução.)

Apresento o Chanel Nº5 (Fonte: reprodução.)

É por isso que já ouvi alguns privilegiados que experimentaram esse perfume dizerem que ele tem um “cheirinho de coisa velha”. Mas, ainda assim, é um dos mais vendidos do mundo por sua história e prestígio. Marilyn  Monroe, aquela atriz loira que ficou famosa por vestir um vestido branco esvoaçante em “O Pecado Mora ao Lado”, dizia que dormia usando apenas “algumas gatos de Chanel nº5”.

Portanto, a Chanel sempre precisa renovar o desejo das pessoas pelo perfume tornando a fragrância sempre atual. Como eles não podem mexer na fórmula, arranjam outras estratégias e, talvez a mais eficaz seja aliar o perfume ao nome de personalidades atuais e que vendem qualquer coisa. Já foram os rostos do nº5 Catherine Deneuve, Brad Pitt e a própria Marilyn Monroe.

Análise feita, vamos aplaudir, afinal de contas, nossa Gisele vai arrasar com o vidrinho de perfume na mão. A campanha deve sair no fim desse ano.

A top mais top de todas!

A top mais top de todas!

Deixe um comentário

Arquivado em Beleza, Evento

Sobre a palestra de Luiza Bomeny

Ontem foi um dia bem produtivo para mim. Assisti a uma palestra com Luiza Bomeny, representante do Instituto Marangoni, uma escola europeia de moda super conceituada que é o sonho de muita gente. O evento foi produzido em parceria com o blog Chata de Galocha, da mineira nada chata Lú Ferreira.

Muitos foram os temas abordadas durante o evento, fica até difícil escolher um para contar para vocês. O fato é que a especialista Luiza deu um panorama completo sobre o atual mercado de moda. Foi possível perceber o ambiente por diversos ângulos. Além disso, ela aproveitou para falar um pouco sobre a importância de um profissional versátil e bem preparado que é bastante disputado neste mercado monstro onde vivemos atualmente.

Um assunto que me chamou bastante atenção foi a nova definição de luxo. Acontece que, antigamente, achava-se que o luxo era ostentar o poder do dinheiro, comprando coisas icônicas das marcas como, por exemplo, a bolsa 2.55 média da Chanel porque assim todo mundo via seu patamar financeiro. Mas, hoje, isso mudou. Luxo é uma exclusividade inteligente. Agora a tendência é mesclar as coisas; um objeto grifado moderno combinado com outro não tão nobre assim.

Outra coisa que me chamou bastante atenção nas palavras da consultora foi a nova tendência para os blogs de moda. Parece que, depois desta febre escandalosa de looks do dia e esmaltes da semana, a it trend do momento será a inteligência. Reflexões mais profundas sobre o mercado de moda serão a novidade. Mas, essa mudança não desmerece o passado da blogosfera, afinal foi com essas garotas que a moda se popularizou e mudou. Mas, tudo chega à saturação e parece que este é o caminho que estamos trilhando.

Eu adoro palestras, vocês não? A quantidade de conhecimentos que adquirimos ouvindo uma pessoa inteligente por menos de uma hora é surpreendente. É como eu sempre digo: conhecimento nos faz crescer e refletir, sem contar que informação combina muito bem com qualquer peça de roupa. É ou não é?

Esta é Luiza.

Esta é Luiza.

Deixe um comentário

Arquivado em Comportamento, Evento