Arquivo do mês: dezembro 2014

E como anda o desafio dos 30 dias?

Pessoal, pois é… Primeiramente, como é que vão? Eu de cá estou bem, contando as horas para ver a cara da sexta-feira. É que devo viajar para o Rio de Janeiro e já estou hiper animada. Mas, a conversa de hoje não é sobre minhas andanças Brasil à fora. Vim contar como anda o desafio dos 30 dias.

Na verdade, ele não anda mais. Faleceu precocemente, tadinho. Mas, na verdade eu posso dizer que se trata de uma morte cerebral. Me explico: não estou mais tirando as fotos para o Instagram proque meu tempo é bem curto. Impressionante como riqueza hoje em dia é ter tempo para a vida.

Mas, continuo sem comprar roupas desde o dia que iniciei a ideia. Nada de vestidinhos, sapatinhos, acessóriozinhos. Não comprei porque, honestamente, ando sentindo pouca necessidade de aumentar meu acervo e não sei bem o por que disso. Quer dizer, para todos os lados que olhamos vemos o conselho de “compre, compre, compre”. Mas eu, apesar de amar a moda e suas modices, ando preferindo o mantra “viva, viva, viva!’. Acho tão mais excitante contar histórias ao invés de contar roupas, sabe assim?

Acho, honestamente, que vocês aí do outro lado da tela deveriam arriscar se permitir ficar um mês sem comprar desvairadamente. Ou, se for um grande sacrifício, que tal experimentar comprar só por amor. Institua um texto: se você ficar pensando mais dois dias na peça é porque existe a vontade real de adquiri-lo. Se não ficaram pensando, é porque a roupa realmente não improta. Se deixaram passar tempo demais e não conseguirem arrematar o desejo é porque aquilo não era para ser seu e ponto final. Agindo assim, sua consciência ficará muito mais leve, assim como sua saúde financeira também.

Deixe um comentário

Arquivado em Uncategorized