Arquivo do mês: maio 2014

Levantando o moral

Eu sempre tive muito preconceito com as lojas da mega empresa Riachuelo porque achava tudo lá dentro muito escuro. Não sei se vocês lembram, mas o layout dos pontos de venda era iluminado com uma luz amarelada, que não convidava ninguém a entrar, não favorece em nada os looks, não dá aquele “tcham” necessário para acender o botão de “comprar”. Ficava sombrio e desinteressante. Mas, veja só, parece que as coisas estão mudando para a fast fashion brasileira.

De uns tempos para cá, a Riachuelo começou a se reposicionar no mercado, mudando o jeito e o leque de produtos dos pontos de venda, a logo, a iluminação, as cores da marca. Enfim, tudo. Segundo reportagens que usei como pesquisa para este post, o objetivo da empresa é vender roupas com informação de moda a um preço acessível para um público mais jovem e democrático. Por isso, ouve um investimento grande no departamento de estilo, responsável por produzir as ideias que serão comercializadas na marca. A mais recente aposta da Riachuelo é a inauguração de uma mega-mega-mega loja -, é isso aí meu bem, o espaço tem 4500 metros quadrados, dá até para se perder dentro – que vende tudo que uma garota quer.

Em um ponto nobre e de tão grande circulação como esse a loja, e consequentemente a empresa, ganha destaque. Outra coisa que preciso falar é que agora, como já fazem CeA e Renner, a fast fashion também começa a firmar parcerias como, por exemplo, com a poderosa blogger Camila Coutinho, do mundialmente conhecido Garotas Estúpidas. Fica então uma lição para a nossa vida: reposicionamento e reinvenção é tudo nessa vida, né meu povo? São coisas que dão trabalho mas, se bem feitas, geram resultados surpreendentes, tanto para a Riachuelo quanto para nossa vida. Pensando seriamente em contratar um marqueteiro para ver se minha carreira emplaca. Podem enviar contatos por e-mail, estou avaliando proposta. #rindolitrosinternamente

Lindeza, né?

Lindeza, né?

Deixe um comentário

Arquivado em Moda

Para QUALQUER idade

Dia desses, ouvi em um ponto de ônibus uma senhorinha falando com sua amiga que não era “coisa de gente velha se arrumar”. Então, a segunda dona concordou dizendo: “é mesmo, esse negócio de moda é para gente nova, na flor da idade, não é mais para a gente não porque nosso tempo já passou”. Fiquei pensando nisso muitos dias. Daí, trouxe essa foto do The Sartorialist; um senhor simpático e muito estiloso.

 Vaidade não é questão de idade, está mais para o lado do sentimento. Veja você mesmo.

51514BabilaC0948Web

Deixe um comentário

Arquivado em Comportamento

Gisele e o Chanel nº5

Nossa top-ultra-mega-über-model Gisele Bündchen fechou contrato para fazer a próxima campanha do Chanel nº5, aquele perfume icónico que a Chanel lançou lá em 1921, virando febre entre os soldados na Segunda Guerra Mundial, ganhando destaque na história por trazer várias inovações em sua fórmula e em seu design.

Segundo a maison, Gisele foi escolhida por sua “beleza natural e moderna”. Cês conseguem ver a profundidade dessa fala? Vou explicar então: esse perfume tem quase cem anos e foi concebido em uma época onde o conceito de cheiro bom e cheiro ruim era bem diferente da opinião que temos hoje.

Apresento o Chanel Nº5 (Fonte: reprodução.)

Apresento o Chanel Nº5 (Fonte: reprodução.)

É por isso que já ouvi alguns privilegiados que experimentaram esse perfume dizerem que ele tem um “cheirinho de coisa velha”. Mas, ainda assim, é um dos mais vendidos do mundo por sua história e prestígio. Marilyn  Monroe, aquela atriz loira que ficou famosa por vestir um vestido branco esvoaçante em “O Pecado Mora ao Lado”, dizia que dormia usando apenas “algumas gatos de Chanel nº5”.

Portanto, a Chanel sempre precisa renovar o desejo das pessoas pelo perfume tornando a fragrância sempre atual. Como eles não podem mexer na fórmula, arranjam outras estratégias e, talvez a mais eficaz seja aliar o perfume ao nome de personalidades atuais e que vendem qualquer coisa. Já foram os rostos do nº5 Catherine Deneuve, Brad Pitt e a própria Marilyn Monroe.

Análise feita, vamos aplaudir, afinal de contas, nossa Gisele vai arrasar com o vidrinho de perfume na mão. A campanha deve sair no fim desse ano.

A top mais top de todas!

A top mais top de todas!

Deixe um comentário

Arquivado em Beleza, Evento

Boletim Fashion #4

Eeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeei gente!

Mais um Boletim Fashion para a alegria de vocês e meu divertimento. Sim, minha gente, eu me diverto horrores fazendo esses vídeos. Estou me descobrindo como uma faladora assumida e crônica. Mas, voltando ao Boletim, essa semana falo sobre as madames que não gostam do povão da Forever21, uma campanha que pretende incentivar e elevar a moda brasileira e a lei que proíbe dos bonés em lugares públicos no Rio de Janeiro. Se tiver sugestões de temas, mande. Vou achar um máximo!

Um bjo e até breve!

 

Deixe um comentário

Arquivado em Boletim Fashion

Azul como sinal de amor

O que você pensaria se visse, andando pela Avenida Paulista, em São Paulo, várias garotas com cabelos azuis rindo alegremente pelo caminho? Tenho um palpite: você diria que são adolescentes exóticas que só querem chamar a atenção dos pais e, de quebra, chocar a sociedade. Já outros diriam que são garotas sinalizando que gostam de se relacionar com mulheres.

Mas a iniciativa não veio do nada. A moda começou após a popularização do filme “Azul é a cor mais quente”, dirigido por Abdellatif Kechiche. O longa ganhou a Palma de Ouro no Festival de Canes, evento que dá indícios sobre como será a próxima premiação do Oscar. No filme, uma das personagens que vive um relacionamento homoafetivo tem as madeixas pintadas dessa cor.

O filme conta a história de Adèle (Adèle Exarchopoulos), uma garota de 15 anos que não sabe o que quer da vida, mas faz o que se espera de uma adolescente: dar conta do ensino médio e fazer uma atividade produtiva, no caso dar aulas de francês. Em um determinado momento da história que dura quase 3 horas, ela conhece a artista plástica Emma (Léa Seydoux), uma garota moderna que começa a mostrar para Adèle que o mundo pode ser bem maior.

No desenrolar da história, em meio aos dramas e questões envolvendo famílias e modos de ser, as duas se descobrem e encontram a melhor forma de trilhar seus caminhos. Depois de assistir ao filme e minimizar todas as outras ideias que deixam como pano de fundo o amor entre as garotas, meninas resolveram adotar como sinal de preferência sexual o ato de pintar os cabelos de azul.

É interessante ver como as pessoas resignificam coisas que, a princípio, não tem valor algum dentro da construção de uma trama, como é o caso dos cabelos azuis de “Azul é a Cor Mais Quente”. A moda tem dessas coisas: dar simbologia para tribos. São escolhas e preferências que se materializam de alguma forma, tornando os diferentes, que buscam ser incomuns, iguais e reconhecíveis para outras pessoas que também buscam a diferença. Penso que a moda das garotas de cabelo azul é passageira, mas trata-se de um exercício interessante de observação.

blue-is-the-warmest-colour_bx_imovision_pi

Deixe um comentário

Arquivado em Comportamento

John is back!

Então tá, as amantes de shows de moda já podem dar pulos de alegria. Acontece que semana passada saiu na mídia notícia de que John Galliano voltou de mala, cuia e chapéus para o mundinho da moda. Segundo a informação, o estilista estaria a frente de uma marca de cosméticos russa chamada L´Etoille, responsável por 70% das vendas dos perfumes e produtos de beleza Dior, antigo amor de Galliano.

Parece que o exílio finalmente acabou, não é mesmo? Se você, caro leitor, esteve ausente da vida desde 2011, vou explicar porque o mentor de memoráveis desfiles de moda foi parcialmente esquecido pelos conglomerados mais poderosos desse meio. Acontece que o cara surtou, achou que era a última bolacha de chocolate do pacote e resolveu insultar os judeus, povo que, segundo as mais antigas teorias da conspiração existentes na internet, manda na economia global.

Mas, eu particularmente acho que a Dior botou o cara para correr porque, apesar de ser um estilista talentosíssimo e muito competente, ele é extravagante demais em alguns pontos. Uma pessoa capaz de desconfigurar os atributos físicos e espirituais de uma marca tão conceituada e tradicional como a Casa Dior. Penso que o insulto aos judeus foi só a última gota para que o copo entornasse.

A moda tem dessas coisas: aumenta o ego de pessoais mais sensíveis a proporções estratosféricas porque criar é um ato que chama bastante atenção. Daí, os holofotes acabam se voltando para essas pessoas que, se não tomarem cuidado, começam a achar que estão acima do bem e do mal, que não existem limites para sua genialidade e…. Bom, em resumo elas “dão defeito” de verdade. Foi isso que, acho, aconteceu com o Galliano.

É bom que John volte definitivamente ao mercado. Espero que o tempo de castigo tenha sido suficiente para que ele pense nas coisas. Se bem que, dia desses, li que o estilista apareceu usando roupas que se pareciam muito com os trajes usados por judeus ortodoxos. Em resumo, ele causou de novo. Tá que ele é excêntrico, mas, eu particularmente não soube o quê pensar. É como dizem os franceses: c´est la vie!

john_galliano

Deixe um comentário

Arquivado em Comportamento

Boletim Fashion #3

Oi meu povo, tudo bem? Mais um Boletim Fashion procês – todos comemoram! – nessa segunda-feira. Dessa vez, falo sobre Angelina Jolie e o pó translúcido, CeA e o trabalho escravo e a famigerada “operação cinderela”. Espero que gostem!

 

Bjim…

Deixe um comentário

Arquivado em Boletim Fashion